Prestes a encarar o Sampaio Corrêa pela Copa do Brasil, na quinta-feira (22) em São Luiz, às 21h30, o Paraná Clube segue em busca de um técnico. A ideia é que o novo treinador possa acertar o time a tempo para a Série A do Campeonato Brasileiro. Depois das especulações em torno de Luiz Carlos Winck, o Tricolor mira em mais três nomes para o cargo: Rogério Micale, André Jardine e Fabiano Soares.

Rogério Micale é de Londrina e foi campeão Olímpico pela Seleção Brasileira nos jogos do Rio 2016. No ano passado, comandou o Atlético Mineiro, mas foi demitido em setembro depois da derrota do Galo para o Vitória, por 3×1 pelo Campeonato Brasileiro. Micale ficou apenas dois meses à frente do time. Foram 13 partidas, com cinco vitórias, três empates e cinco derrotas. Desde então, o treinador segue sem time. O executivo de futebol do Tricolor, Rodrigo Pastana, não negou o interesse. No entanto, até o início da tarde, garantia que ainda não havia mantido contado com Micale.

O técnico André Jardine também tem um perfil que agrada a diretoria paranista: é jovem e sabe lapidar as “joias” da base. Há três anos no comando do sub-20 do São Paulo, o treinador de 38 anos coleciona títulos como a Copa Libertadores Sub-20 , bicampeão da Copa do Brasil de forma invicta, bicampeão da Copa RS, Copa Ouro e Paulista. Jogadores revelação do Tricolor Paulista como David Neres, Luiz Araújo, Eder Militão, Shaylon, Jonas Toró e Liziero, foram revelados por Jardine.

Ex-atleticano

Nesta terça-feira (20) surgiu, ainda, o nome de Fabiano Soares, ex-treinador do Atlético Paranaense. Em julho de 2017, quando assumiu o Furacão, o técnico tirou a equipe da zona de rebaixamento, recuperou o time no Brasileirão e na Libertadores e ainda classificou o clube à Sul-Americana. Outro motivo para acreditar que Soares é um nome forte para o cargo, é que em recentes entrevistas, o profissional, que mora na Espanha, manifestou o desejo de voltar ao Brasil e mostrar seu trabalho por aqui.

Residindo na Europa, onde estudou e se formou técnico de futebol profissional licenciado pela UEFA, Fabiano Soares também construiu por lá uma carreira como técnico de futebol. O treinador, que é um dos últimos brasileiros a figurar como técnico em uma equipe da elite no continente, esteve por quase sete anos no Estoril, de Portugal, time em que foi campeão da Segunda Divisão e ainda levou o clube à disputa da Liga Europa na temporada 2013/2014.

Para a partida da Copa do Brasil, quem estará à frente do Paraná contra o Sampaio Corrêa é o auxiliar técnico Ademir Fesan, que terá o suporte do analista de desempenho Lucas Gonçalves, com o papel de auxiliar e Marcos, oficializado como coordenador técnico do Tricolor.