O técnico Vagner Mancini ganhou uma opção para escalar o Cruzeiro na partida contra o Flamengo, domingo, no Rio de Janeiro, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Recuperado de um edema na panturrilha direita, o volante Fabrício participou de um treinamento técnico na manhã desta quarta-feira na Toca da Raposa II e depois fez um trabalho específico na academia. Ele garantiu ter condições de atuar no fim de semana.

“Estou à disposição, já venho treinando e, a partir de amanhã já treino normalmente. Aí, fico à disposição do treinador para, se quiser me utilizar, estou disposto. Na verdade não foi feito nada tático ainda, começa amanhã. Estou à disposição. Às vezes a gente ajuda ficando no banco, é o treinador quem escolhe. Mas estou à disposição. Se ele quiser me usar… Mas ainda não começou a definir a equipe, só começa amanhã”, comentou.

Fabrício reconheceu que a situação do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro é complicada. Depois de encarar o Botafogo fora de casa e ser derrotada por 1 a 0, a equipe volta a enfrentar uma equipe que luta pelas primeiras posições do torneio e precisa se superar na luta contra o rebaixamento. No momento, a equipe está em 16º lugar, com 34 pontos.

“É, um pesadelo que não quer acabar, né? Mas a gente sabe que é duro mesmo, todos os jogos são muito difíceis, e a luta vai ter que ser até o final. Mas o time está perseverando, acho que tem feito boas partidas. Vamos para lá respeitando o Flamengo, que é um time que está brigando na ponta, tem excelentes jogadores, tem uma torcida que empurra mesmo, que é fanática. Mas a gente é Cruzeiro e vamos para lá brigar de igual para igual, a gente quer os três pontos”.