A três dias da reestreia do Atlético no Campeonato Brasileiro, a principal preocupação do técnico Paulo César Carpegiani é o entrosamento do time. Durante a intertemporada rubro-negra foi dada muita importância à preparação física e aos treinos táticos e técnicos, mas, mesmo assim, o grupo titular não tem conjunto por que várias caras novas chegaram recentemente ao clube e parte delas sem condições de atuar de imediato.

Há também os reforços estrangeiros, que só poderão ser incorporados à equipe após o término da janela internacional de transferência (3 de agosto). A falta de entrosamento do Atlético foi comprovada no jogo-treino com o Paraná Clube na quinta-feira passada, na Arena da Baixada.

Na ocasião, o técnico Paulo César Carpegiani levou um time bastante diferente e atuando num esquema que deveria variar do 4-4-2 para o 4-3-3 no decorrer da partida. As peças utilizadas, no entanto, não se encaixaram.

“Tivemos dificuldades em termos de finalização, complementação e profundidade. Mas vamos transpor todas essas dificuldades frente ao Cruzeiro”, analisou Carpegiani, ao final do jogo-treino.

O capitão Paulo Baier comentou sobre a atual fase do grupo atleticano e alegou que a baixa produtividade apresentada é por que o grupo está “destravando as pernas” depois de intenso trabalho físico. “A preparação tem sido boa e agora, com esses amistosos, vamos nos soltando em campo. Precisamos ganhar ritmo de jogo”, adiantou.

Mas o experiente jogador aproveitou para alertar sobre a falta de entrosamento. “Com o Marcinho eu já sabia onde ele estava e como se posicionava em campo. Mas, do ano passado, ficaram só três jogadores titulares. Agora mudaram as características do time e demora um pouco de tempo para se adequar ao novo esquema. Tem que entrosar com os novos jogadores e isso leva tempo. Preocupa o nosso entrosamento para o jogo contra o Cruzeiro, pois chegaram 10 jogadores”, analisou Baier.

O meio-campista Branquinho, que chegou um pouco antes do final da fase pré-Copa, tenta minimizar o desentrosamento. “O grupo vem se empenhando ao máximo e está se acertando, mas tem que se adaptar (ao novo esquema). Tenho certeza que a torcida vai ficar feliz com o 2.º semestre do nosso time. Quem chegou, chegou para somar”, finalizou.