Por conta do pênalti que fez em Dinei na partida contra o Vitória, Rogério Ceni vai desfalcar o São Paulo na partida desta quarta-feira, no Mineirão, contra o líder Cruzeiro. O capitão tricolor levou o terceiro cartão amarelo e não vai poder reencontrar Fábio, maior vítima da sua carreira, com seis gols sofridos.

 

Ceni tem três reservas no São Paulo, mas tudo indica que o escolhido por Muricy Ramalho seja mesmo Denis. “Estou preparado se o treinador precisar de mim. Será um jogo difícil, mas até o final do campeonato será na base da superação. Todos os jogos são importantes, porque a gente precisa acumular mais pontos e vitórias”, afirma o goleiro, que atuou pela última vez em jogos oficiais na estreia do Brasileirão, quando Ceni foi poupado por conta da disputa, na época, da Copa Libertadores.

 

Denis chegou ao Morumbi em 2009 e, de lá para cá, soma 80 jogos. Este ano o goleiro disputou 12 partidas, a última delas contra o Milan, pela Copa Audi, torneio amistoso em Milão. Ele é favorito para a vaga até para que Renan Ribeiro, contratado junto ao Atlético Mineiro, não seja queimado estreando exatamente contra o líder do campeonato e que é amplo favorito a vencer o jogo.

“Há algum tempo venho me preparando para ajudar o São Paulo quando for preciso. E se eu entrar em campo, vou dar o meu melhor para assegurar o resultado positivo. Estamos bem servidos na posição, porque o Renan e o Léo também têm treinado duro”, completou Denis.