O veterano Dani Pedrosa deixou os favoritos para trás e faturou neste sábado a pole position para a etapa de Barcelona da MotoGP, a sétima do calendário de 2017. Em dias decepcionantes de Marc Márquez, Maverick Viñales, Andrea Dovizioso e, principalmente, Valentino Rossi, ele aproveitou para saltar à frente e garantir a primeira posição no grid deste domingo.

Para faturar a pole em casa, o espanhol Pedrosa cravou o tempo de 1min43s870, com distância confortável para seu compatriota e também experiente Jorge Lorenzo, que marcou 1min44s201 e sairá em segundo. O piloto da Ducati confirmou o grande desempenho em casa e largará na primeira fila pela nona vez consecutiva em Barcelona, mas apenas a primeira com a nova equipe.

Na terceira colocação, a principal surpresa do dia: o italiano Danilo Petrucci. Vindo de um terceiro lugar em casa, o piloto voltou a mostrar bom rendimento neste sábado e sairá logo atrás dos veteranos espanhóis após marcar 1min44s220, completando a primeira fila.

Só então, já na segunda fileira, aparece o atual campeão Marc Márquez. O espanhol da Honda marcou 1min44s320 e ficou para trás depois de liderar os treinos livres, mas o resultado poderia ter sido bem pior. Afinal, o piloto sofreu duas quedas durante a atividade classificatória deste sábado.

As quedas, aliás, foram constantes no Circuito de Barcelona. Com a alta temperatura, a aderência na pista diminuiu e os pilotos foram ao chão. O próprio Márquez caiu também no último treino livre, assim como Pedrosa e Bradley Smith. A situação do britânico, no entanto, foi mais grave. Ele sofreu uma lesão na mão esquerda ao cair da moto e está fora da prova de domingo.

Na Yamaha, as condições da pista não geraram quedas, mas foram fundamentais para o rendimento dos pilotos. O líder da temporada, Maverick Viñales, ficou longe da briga pelas primeiras posições e sairá somente em nono, após anotar 1min44s620, pouco atrás do segundo colocado do campeonato, o italiano Andrea Dovizioso, que marcou 1min44s451 e larga em sétimo.

Companheiro de Viñales na Yamaha, o multicampeão Valentino Rossi foi ainda pior. O italiano, terceiro colocado na temporada, não conseguiu se adaptar às condições da pista, chegou a cair no Q1 e sequer se classificou para o Q2. Com isso, sairá somente na 13.ª colocação, após cravar 1min44s661 neste sábado.

É com este cenário de imprevisibilidade que será dada a largada da etapa de Barcelona da MotoGP, às 9 horas (de Brasília) deste domingo.