Os dois brasileiros favoritos ao título do Challenger de Quito venceram as suas estreias nesta terça-feira pelo saibro equatoriano. Primeiro cabeça de chave, João Souza encontrou muitas dificuldades e precisou da virada com direito a tie-break. Já o segundo cabeça Marcos Daniel sofreu menos.

Atual número 3 do País, João Souza enfrentou uma batalha de 2h43 contra o desconhecido alemão Gero Kretschmer, apenas o número 388 do mundo. O brasileiro, que aparece na 113.ª posição da ATP, venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (4/7), 7/6 (7/5) e 7/6 (7/4). Nas oitavas de final, ele encara o compatriota Eládio Ribeiro Neto.

Já Marcos Daniel chegou a levar um susto quando perdeu a segunda parcial para o dominicano Victor Estrella, mas depois sobrou no terceiro set para fechar o jogo em 1h15. O brasileiro venceu por 2 a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 6/1. Agora, ele ainda aguarda pela definição do seu adversário na próxima fase.

O confronto que definiria o rival de Marcos Daniel foi interrompido por causa da chuva. O também brasileiro Tiago Lopes já havia perdido o primeiro set para o argentino Sebastian Decoud por 7/6 (7/5) e empatava no segundo por 3/3. Além deste jogo, a partida entre Ricardo Hocevar, mais um tenista do Brasil, e o norte-americano Maciek Sykut, foi outra que ficou para quarta-feira pelo mau tempo.

Ainda nesta terça em Quito, mais três brasileiros entraram em quadra e apenas um avançou. André Miele bateu o equatoriano Walter Valarezo com parciais de 6/0 e 6/3 e agora pega o também local Giovanni Lapentti. Sexto favorito, Júlio Silva desistiu do jogo contra o argentino Diego Alvarez quando já havia perdido o primeiro set, e Leonardo Kirche caiu para o colombiano Robert Farah com parciais de 7/6 (7/3) e 7/6 (7/4).

DERROTA NA ARGENTINA – Pelo Challenger de Buenos Aires, outro brasileiro também não se deu bem. Único representante do País na competição, ele perdeu na estreia para o argentino Pablo Galdon, por 2 a 1, com parciais de 6/2 e 6/4. O torneio é a terceira de seis etapas de um circuito challenger. A próxima será em Assunção, no Paraguai.