A Federação Francesa de Futebol negou nesta quinta-feira a apelação do lateral-esquerdo Patrice Evra, que pedia a redução de sua suspensão de três partidas de afastamento da seleção do país, por conta dos incidentes ocorridos durante a Copa do Mundo da África do Sul.

Com isso, o jogador do Manchester United, que já perdeu duas partidas internacionais da França, estará impossibilitado de atuar pelo seu país até o amistoso contra o Brasil, que acontecerá no dia 9 de fevereiro de 2011.

A alegação do advogado do lateral era de que seu cliente já havia recebido a punição merecida quando o técnico Laurent Blanc suspendeu todos os atletas que estiveram na Copa em sua primeira convocação da seleção.

Evra, Toulalan, Ribery e Anelka foram punidos pela entidade após o envolvimento na greve realizada pelos jogadores em treinamento na África do Sul. Eles protestavam contra a exclusão de Anelka da delegação, após ofensas ao então técnico da seleção francesa, Raymond Domenech.