Roger Federer mostrou na manhã desta sexta-feira por que é o melhor tenista do mundo na atualidade e massacrou o sueco Jonas Bjorkman por 3 sets a 0. O resultado garante o suíço na decisão do Aberto de Wimbledon, disputado no All England Club, na Inglaterra.

Federer, que é o atual tricampeão do Grand Slam disputado em quadras de grama, bateu o adversário com parciais de 6/2, 6/0 e 6/2, em uma hora e 17 minutos de partida.

O suíço não perdeu o controle da partida em nenhum momento. Bojrkman, 34 anos, não teve a mínima chance de mostrar seu jogo.

Federer marcou nove aces no duelo, teve 30 winners e cometeu apenas 13 erros não-forçados. Já Bjorkman, que havia vencido o checo Radek Stepanek em um jogo de cinco sets nas quartas-de-final, cometeu 18 erros não-forçados e apenas 13 winners.

O suíço tenta agora o seu segundo título de Grand Slam na temporada. Ele conquistou o Aberto da Austrália, em janeiro, e foi vice-campeão em Roland Garros.

Além disso, com o triunfo, Federer aumenta para 47 o número de vitórias consecutivas na grama – a maior seqüência em quadras com esse tipo de piso na história do tênis.

A última derrota do tenista na grama foi contra o croata Mario Ancic, na primeira rodada de Wimbledon em 2002.