Depois de Novak Djokovic e Rafael Nadal serem precocemente eliminados já na primeira fase do ATP Finals, Roger Federer confirmou o seu favoritismo neste sábado, em Londres, e garantiu vaga na final – a centésima de sua carreira – do torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada. Embalado pelos títulos seguidos obtidos na Basileia e no Masters de Paris, o suíço garantiu sua vaga na decisão ao derrotar o espanhol David Ferrer por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, na primeira semifinal do dia na capital inglesa.

Essa foi a quarta vitória em quatro jogos de Federer nesta edição da competição. Com o feito, o recordista de títulos de Grand Slam também assegurou o seu retorno ao posto de tenista número 3 do mundo. Ele irá ultrapassar o britânico Andy Murray na listagem que será atualizada pela ATP nesta segunda-feira.

Murray vinha em grande fase, que o fez desbancar Federer do terceiro posto nas últimas semanas, mas, lesionado, acabou desistindo do ATP Finals após ser derrotado por Ferrer na primeira rodada do torneio e abriu caminho para o suíço retomar o terceiro lugar no ranking.

Com a eliminação neste sábado, o espanhol ampliou ainda mais a sua fama de freguês do suíço, que neste sábado acumulou a sua 12.ª vitória em 12 confrontos com o adversário. No ano passado, inclusive, Ferrer foi batido por Federer no ATP Finals, no duelo anterior entre os dois.

100 FINAIS E RECORDES – O triunfo deste sábado fez Federer acumular um outro número impressionante de sua carreira. Ele irá disputar neste domingo a sua centésima final de um torneio de simples e buscará o seu 70.º título. Ele se tornou apenas o quinto tenista na história a atingir este número incrível de decisões.

E os recordes de Federer não param por aí. Ao derrotar Ferrer mais uma vez, ele atingiu 806 vitórias na carreira e se igualou ao sueco Stefan Edberg como sexto tenista com maior número de triunfos na era aberta do tênis profissional.

O rival do suíço na decisão será conhecido ainda neste sábado, quando o francês Jo-Wilfried Tsonga e o checo Tomas Berdych farão a outra semifinal em Londres. Diante de um destes rivais, Federer buscará um hexacampeonato inédito no ATP Finals.

No duelo diante de Ferrer, Federer só teve a sua vitória ameaçada no primeiro set, quando chegou a estar em desvantagem de 5 a 4 e sofreu para confirmar o seu saque no décimo game. Porém, depois quebrou o serviço do espanhol e aproveitou o seu saque para fechar a parcial em 7 a 5.

Já no segundo set, ao converter dois de cinco break points, Federer encaminhou a sua vitória com facilidade. Com 86% de aproveitamento dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro saque, o suíço não cedeu sequer uma oportunidade de quebra ao espanhol durante o duelo.