Roger Federer resistiu bem ao potente saque do norte-americano Sam Querrey nesta quinta-feira e avançou com facilidade à terceira rodada de Wimbledon. Praticamente sem sofrer ameaças, o número dois do mundo fechou a partida em sets diretos, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/2, vencendo novamente em menos de 1h30min (o jogo durou 1h26min). De quebra, o suíço arrancou aplausos da torcida com jogadas de efeito na quadra central do All England Club.

Mais sólido do que na estreia, Federer só cedeu dois break points em toda a partida, justamente no primeiro e no último game do confronto. Mas Querrey não teve sucesso em suas investidas. O americano chegou a demonstrar força no início ao cravar três aces seguidos no primeiro game e fechar os seguintes com facilidade no saque.

Federer teve início mais modesto. Sem o mesmo rendimento no serviço, teve mais trabalho para fechar seus games. E só conseguiu marcar seu primeiro ponto no saque do rival no quinto game. Até que o 36º colocado do ranking oscilou nono game e o suíço aproveitou um dos quatro break points cedidos pelo americano. Na sequência, fechou o set.

O segundo e o terceiro set tiveram roteiro semelhante. Federer começou ambos quebrando o saque de Querrey, que não teve forças para voltar ao jogo. Na segunda parcial, o suíço protagonizou a jogada mais bonita da partida. Ao defender um ataque do rival na direita, golpeou a bola com raquete entre as pernas e acertou lindo lobby, vencendo o ponto. O público da quadra central aplaudiu de pé.

O grande ponto ajudou a abater o tenista norte-americano, que já no segundo set oferecia pouca resistência ao suíço. Federer, por sua vez, exibia cada vez mais confiança, acertando pontos difíceis e empilhando bolas vencedoras – foram 32 ao longo da partida, contra 24 de Querrey. Acuado, o americano não se destacou nem no serviço nas duas parciais finais. Anotou apenas 7 aces em todo o confronto. Para efeito de comparação, registrara 30 em sua primeira partida.

Embalado, Federer terá pela frente na terceira rodada um rival de menor expressão. O australiano Samuel Groth ocupa o 69º lugar do ranking e, aos 27 anos, nunca sequer chegou a uma final de torneio de nível ATP.

OUTROS RESULTADOS – Ainda nesta quinta, o italiano Fabio Fognini se despediu da chave de simples ao ser derrotado pelo canadense Vasek Pospisil em quatro sets: 6/3, 6/4, 1/6 e 6/3. Já o espanhol Roberto Bautista Agut, 20º cabeça de chave, derrotou o francês Benoit Paire por 2/6, 4/6, 6/3, 6/3 e 6/3.

Após a vitória de Andy Murray, no início do dia, a torcida britânica ganhou outro tenista para torcer na terceira rodada. James Ward avançou na chave ao superar o checo Jiri Vesely por 6/2, 7/6 (7/4), 3/6 e 6/3.