O tenista Roger Federer não conseguiu esconder a sua decepção após a derrota para o checo Tomas Berdych por 3 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6, 6/1 e 6/4, nas quartas de final de Wimbledon. O suíço revelou que sentiu dores durante o confronto.

“Estava lutando contra dores nas costas e na perna direita. Isto não me permitiu jogar como eu queria. É frustrante, para dizer o mínimo”, revelou o vencedor de 16 torneios Grand Slams.

Berdych alfinetou o oponente e afirmou não ter percebido nenhum problema muscular em Federer. “Não sei se ele estava apenas procurando desculpas após o jogo ou algo semelhante. Para mim, ele estava 100% preparado”, disse.

Será a primeira vez em oito anos que Federer não estará na final do tradicional torneio disputado em quadra de grama. Além disso, ele também perderá o posto de nº 2 do ranking da ATP, que será herdado pelo sérvio Novak Djokovic.

Berdych comemorou bastante a passagem para a semifinal de Wimbledon. “Nenhum momento pode ser comparado a este. Foi muito bom estar na quadra central e derrotar o hexacampeão do torneio. Não poderia me sentir melhor”, festejou.

Agora, ele enfrentará na semifinal Novak Djokovic, que venceu taiwanês Yen-Hsun Lu por 6/3, 6/2 e 6/2. Na outra partida da fase, Rafael Nadal enfrentará o britânico Andy Murray.