As semifinais do Torneio de Dubai terão mais um duelo entre o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic. Nesta quinta-feira, a realização do confronto foi garantida com a fácil vitória de Federer, o número 8 do mundo, sobre o checo Lukas Rosol, 49º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com um duplo 6/2, em apenas 58 minutos.

Assim, o suíço se garantiu nas semifinais do ATP 500 dos Emirados Árabes Unidos e agora vai duelar com Djokovic, que nem precisou entrar em quadra nesta quinta-feira para avançar, pois Mikhail Youzhny desistiu da partida pelas quartas de final.

O início do jogo desta quinta-feira, porém, foi complicado para Federer, que perdeu o seu saque logo no começo e viu Rosol abrir 2/0. Depois, porém, o suíço venceu seis games seguidos e fechou a parcial em 6/2.

No segundo set, Rosol confirmou o seu saque no primeiro game, mas depois viu Federer ganhar cinco consecutivos, abrindo 5/1. Assim, com facilidade, o suíço voltou a vencer por 6/2, se garantindo na semifinal. Agora, ele tentará se classificar para a sua segunda decisão em 2014 – foi vice-campeão do Torneio de Brisbane.

Nas semifinais, Federer também tentará sustentar o retrospecto favorável diante de Djokovic, com 16 vitórias e 15 derrotas. O sérvio, porém, venceu as últimas três partidas. Djokovic também foi campeão em quatro das últimas cinco edições do Torneio de Dubai, enquanto Federer acumula cinco títulos, o último deles em 2012.

Também nesta quinta-feira, o checo Tomas Berdych, número 6 do mundo, se classificou às semifinais ao vencer o francês Jo-Wilfried Tsonga, décimo colocado no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, em 1 hora e 28 minutos.

Embalado pelo título do Torneio de Roterdã há duas semanas, Berdych tentará se classificar para mais uma final diante do alemão Philipp Kohlschreiber, número 26 do mundo.