Caso o Palmeiras não consiga a contratação do chileno Valdivia para a sequência da temporada, o torcedor palmeirense já tem um culpado para apontar. Nesta quarta-feira, Luiz Felipe Scolari acusou um “técnico no Brasil” de tentar atravessar a negociação pelo jogador, que está no Al Ain, dos Emirados Árabes, e já demonstrou interesse de voltar a defender o clube pelo qual foi campeão paulista em 2008.

“A novidade é que tem técnico no Brasil ligando pra ele e dizendo para não vir para o Palmeiras e sim para equipe dele. O Valdivia já falou que tem o Palmeiras no coração e não vai ouvir outra pessoa. Se ele (o outro treinador) quer o Valdivia, que procure o Al Ain”, criticou Felipão. Segundo o jornalista Juca Kfouri publicou em seu blog, esse técnico seria Vanderlei Luxemburgo, do Atlético-MG.

Mas Felipão tentou minimizar as lamentações pelo possível fracasso na negociação com o chileno. “Vou arrumar o Palmeiras com ou sem o Valdivia, com ou sem o Pedro”, garantiu o treinador, que ainda revelou uma reunião com a Traffic, parceira do clube. “Tivemos uma reunião e traçamos planos para o ano de 2011”, afirmou.

Ainda sobre o meia chileno, seu pai, Luis Valdivia, viajará nos próximos dias para a Áustria, onde o time árabe faz a pré-temporada, a fim de acertar os últimos detalhes do retorno ao Palmeiras. “Ainda não sei quando vamos sentar com o Al Ain. O Palmeiras está me informando sobre os avanços, mas me pediu para falar pouco. Ainda não sei quando vou viajar”, contou o pai e procurador do jogador.

PONTO FINAL – Também nesta quarta, Felipão tentou dar um basta nos boatos de que estaria conversando com a CBF para comandar a seleção brasileira. “Quero encerrar esse assunto de uma vez, pois está tendo muita troca de informações. Estão falando que não quero isso, que não quero aquilo, que estou dizendo ‘não’ ou sendo mal-educado. Isso tudo é um absurdo. Não fui convidado por ninguém para assumir a seleção”, disse.