A partida entre Palmeiras e Internacional, quarta-feira, na Arena Barueri, marcará o reencontro dos técnicos Luiz Felipe Scolari e Celso Roth. Os dois treinadores são amigos e Roth foi auxiliar de Felipão no Juventude e no Grêmio, em 1987, e na seleção do Kuwait, em 1990. Ao relembrar o passado, o técnico palmeirense elogiou e desejou sorte ao adversário de quarta-feira.

“O Roth teve uma sequência vitoriosa, de muito trabalho e dedicação. Isso culminou com uma das maiores conquistas dele, que foi a Libertadores deste ano. Acompanhei os jogos e fiquei muito feliz, pois ele montou um time muito bem organizado. Desejo a ele o melhor no Mundial de Clubes no final do ano e que a nossa amizade continue não apenas no futebol, mas também fora das quatro linhas”, afirmou Felipão, ao site oficial do Palmeiras.

Ele também exaltou a qualidade do Internacional, mas ressaltou a necessidade da equipe conseguir uma vitória na quarta-feira. “O Inter está muito bem, um estilo de jogo forte e de muita agressividade, mesmo quando atua fora de casa. Mas temos de sonhar com os três pontos para ver se, no futuro, conseguimos uma possibilidade mínima de tentar algo maior”, comentou.

Felipão aprovou a marcação do confronto para a Arena Barueri e garantiu que o local do jogo não servirá de desculpa em caso de tropeço do Palmeiras. “A dificuldade não é local de estádio. Pelo que sabemos, Barueri tem ótimas condições e é um local espetacular para jogar. Vamos ver se conseguimos manter a escrita de jamais ter perdido neste estádio”, disse.