O Corinthians se reencontra com a Libertadores nesta quarta-feira em duelo contra o Independiente Medellín, em Bogotá, depois de disputar três jogos pelo Campeonato Paulista. A equipe não atuou com a formação titular na vitória por 1 a 0 sobre o São Caetano, mas o goleiro Felipe garante que o time não está priorizando nenhum torneio.

“Não temos que valorizar só uma competição porque senão a pressão vai ser muito grande. O elenco foi montado para o Paulista e a Libertadores. Quando o time encaixar, vai deslanchar”, afirmou o goleiro, em entrevista à TV Bandeirantes, garantindo que o time vai lutar pelo bicampeonato estadual.

Felipe acredita que os torcedores vão pressionar o Corinthians em caso de fracasso no Paulista. “A gente sabe que o sonho da torcida é a Libertadores, mas o elenco é para os dois torneios. Se a gente perder o Paulista, vão cobrar e vaiar”, disse.

O goleiro corintiano comemorou o fim dos tropeços, já que o time havia empatado com Botafogo de Ribeirão Preto e perdido do Santos em seus dois últimos jogos. “Voltar a treinar depois de um resultado positivo, recuperando de um tropeço é sempre melhor. O ânimo depois da vitória é sensacional”, comentou.

Felipe admitiu que conhece pouco os efeitos que os 2.640 metros de altitude de Bogotá podem causar nos jogadores corintianos. “Nunca joguei. Ouço falar que a bola é mais rápida. É não sentir os efeitos No jogo, é tentar fazer um duelo equilibrado”, afirmou.