O brasileiro Felipe França perdeu seu recorde mundial nos 50 metros peito, mas conseguiu se classificar para a final da prova no Mundial de Esportes Aquáticos, que está sendo disputado em Roma, na Itália. João Gomes Júnior também conseguiu vaga na final, que será nesta quarta-feira.

Primeiro brasileiro a chegar a um Mundial na condição de recordista, Felipe venceu a primeira semifinal, com o tempo de 26s92, apenas três centésimos acima que marca que havia anotado em maio, no Troféu Maria Lenk, no Rio.

Na segunda bateria, contudo, o sul-africano Cameron van der Burgh – que era o recordista antes de Felipe – anotou 26s74, baixando em 15 centésimos o recorde. O alemão Hendrik Feldwher também baixou a marca do brasileiro, anotando 26s83 e deixando Felipe com o terceiro melhor tempo na soma das duas etapas, o que o fará disputar a final na raia 3.

O campeão e recordista mundial dos 100 metros peito, o australiano Brenton Rickard, se classificou com o quarto melhor tempo das semifinais, 27s13. João Gomes Junior e o sérvio Matjaz Markic dividem o quinto melhor tempo, ambos com 27s16.