Com o apoio da torcida local, o espanhol David Ferrer levou a melhor em um jogo duro contra o escocês Andy Murray, nesta sexta-feira, pelo Masters 1000 de Madri. Em 2h11, o número 12 do mundo venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, e avançou às semifinais, onde duelará contra o líder do ranking mundial Roger Federer.

Campeão no saibro espanhol em 2008 e atual número 4 do mundo, o escocês carregava o favoritismo no confronto, apesar de não fazer uma boa temporada, apenas com o vice-campeonato no Aberto da Austrália, logo no início do ano. Mas Ferrer soube superar a força do saque de Murray, que, mesmo com a derrota, terminou com aproveitamento de 85% no primeiro serviço.

No set inicial, o jogo permaneceu equilibrado, com uma quebra para cada lado, até que o espanhol superou o saque de Murray no 12.º game e partiu para a vitória na parcial. O set seguinte começou com Ferrer abrindo 3/0, mas o escocês reagiu e o espanhol precisou de mais uma quebra para fechar o jogo.

Na semifinal do Masters de Madri, Ferrer terá realmente que se superar para chegar à decisão. O confronto direto do tenista local contra Federer aponta 9 a 0 para o suíço, incluindo duas vitórias no saibro de Montecarlo. Na outra semi, Rafael Nadal e Nicolas Almagro fazem um duelo espanhol.