Os comissários de corrida, na China, inocentaram o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, pelo comportamento do piloto, que ficou atrás do safety car no Grande Prêmio do Japão, no último domingo.

O atual líder e candidato ao título mundial da temporada, vinha sob investigação, já que ele teria contribuído para causar o acidente entre Mark Webber e Sebastian Vettel.

A batida ocorreu, em uma bandeira amarela, quando Vettel, em terceiro, acertou a traseira do carro do australiano Mark Webber em segundo. No Japão, Vettel foi culpado pelo choque e a punição seria a perda de 10 posições no grid de largada da corrida da China. Um vídeo amador isentou o alemão de responsabilidade no choque.