A International Board, órgão independente da Fifa que determina as regras do futebol mundial, decidiu nesta quarta-feira ampliar os testes com dois assistentes extras, que ficarão atrás do gol, para as duas próximas temporadas. Um dos campeonatos designados para examinar a medida será o Carioca de 2011.

A utilização de mais dois assistentes já havia sido testada na última temporada durante a Liga Europa. Agora, a medida será também verificada durante as próximas duas edições da Liga dos Campeões, até 2012, quando a International Board pode adotar a regra permanentemente. Outra competição que servirá de análise será o Campeonato Baiano feminino deste ano.

Apesar da ampliação dos testes, a adoção de recursos tecnológicos para auxílio da arbitragem não foi discutida durante esta quarta-feira. Uma nova reunião em outubro, no entanto, deve enfim tratar do polêmico tema.

Sem os recursos tecnológicos, esses dois auxiliares ficam atrás dos gols ajudando os juízes a marcar pênaltis e a constatar se a bola entrou ou não no gol em lances duvidosos.

A discussão sobre o auxílio à arbitragem ganhou força na Copa do Mundo, quando foram cometidos erros cruciais. O maior deles ocorreu nas oitavas de final, depois de Frank Lampard acertar o travessão, a bola pingar dentro do gol e a arbitragem não validar. A Inglaterra, que empataria por 2 a 2 se o gol fosse confirmado, acabou derrotada pela Alemanha por 4 a 1.