Zurique – Pressionada e temendo uma escalada do racismo no futebol, a Fifa decidiu ontem adotar medidas severas para punir clubes e federações que não tomem providências contra o fenômeno, cada vez mais presente no futebol.

A medida, que exigiu uma emenda às regras da Fifa, prevê a perda de pontos e mesmo a suspensão de um time. ?As sanções previstas contemplam partidas com suspensão ou perda de pontos das equipes?, prevê a entidade. ?Serão três pontos (retirados) na primeira condenação, seis na reincidência e o rebaixamento do clube numa terceira ocasião?, informou a Fifa.

As confederações terão agora que incorporar essas regras em seus regulamentos nacionais e aplicá-las. Quem desrespeitar as novas medidas ainda poderá ser suspenso de qualquer competição internacional por até dois anos.

O próprio presidente da Fifa, Joseph Blatter, reconheceu ontem que medidas severas são necessárias para barrar esse fenômeno. Até agora, a Fifa optava por um processo mais suave e apenas a difusão de mensagens contra o racismo. Mas como o problema tem aumentado também entre os jogadores, a entidade optou por colocar clubes e federações igualmente como responsáveis pelos atos.