Berlim – A Fifa já esfrega as mãos para a próxima Copa do Mundo, a ser realizada na África do Sul. Na cerimônia de apresentação do mundial de 2010, ontem, em Berlim, o presidente da entidade, Josef Blatter, reiterou sua confiança no êxito do evento. ?Hoje é o dia da África?, afirmou, na abertura. ?Temos a esperança de fazer com que o mundo mude sua visão sobre o continente. Confiamos na África do Sul?, disse, em resposta aos críticos que põem em dúvida a capacidade de organização dos sul-africanos.

Blatter disse ainda que a realização do mundial de 2010 é um fato ?histórico? – pela primeira vez o evento terá lugar na África – e ?faz justiça ao futebol africano?. ?Seus cidadãos poderão mostrar as belezas naturais e a cultura do país e da região?, afirmou. A Fifa anunciará em breve, projetos esportivos e ajuda humanitária para a África do Sul.

O mundial terá como símbolo um jogador estilizado a ponto de dar uma bicicleta, lance tido como o mais plástico do futebol. As cores da bandeira do país anfitrião – amarela, verde, preta, vermelha e azul – compõem a figura. O logo foi apresentado no evento, do qual também participaram o presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, e o secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

Com ironia, o mandatário sul-africano cutucou os críticos. ?Não acreditavam quando dissemos que íamos acabar com o apartheid, como agora também não acham que vamos organizar o mundial?, disse. ?A Copa do Mundo vai ficar no continente africano?, emendou, aludindo que o título de 2010 ficará com uma seleção africana.

?Futebol uniu nação alemã?

Berlim – O ganês Kofi Annan parabenizou a Alemanha pela organização do mundial 2006. ?É a melhor Copa da história. O governo e o povo alemão foram verdadeiros campeões, apesar de sua seleção não estar na final?, disse o secretário-geral da ONU. Para ele, além da impecável organização do torneio, o futebol ?uniu toda a nação alemã?. ?Hoje, o mundo inteiro tem consciência de que os alemães sabem falar a língua do futebol?, ressaltou. Annan agradeceu publicamente Blatter e à Fifa ?por terem levado a Copa do Mundo à África do Sul?.

Show cancelado

A forte chuva que caiu ontem em Berlim fez com que o comitê organizador suspendesse o show que, sob o lema ?A África nos chama?, serviria de ponte entre a despedida do mundial da Alemanha e a chegada da África do Sul.

A apresentação, que seria realizada em frente ao Portão de Brandeburgo, foi cancelada pela Fifa por razões de segurança, já que o espaço dedicado ao público para acompanhar jogos por telões durante a Copa, e onde ficava o palco, estava alagado.

Os shows seriam feitos pela brasileira Ivete Sangalo e pelos grupos Die Fantastischen Vier, Wir sind Helden, Xavier Naidoo, Sean Paul, Youssou N?dour e Freshly Ground.