O Comitê Executivo da Fifa decidiu nesta sexta-feira que a Indonésia está desqualificada da disputa para sediar a Copa do Mundo de 2022. De acordo com a entidade, os líderes da candidatura perderam o prazo final para a entrega das garantias governamentais do projeto.

“Nós informamos à Indonésia que, porque eles falharem em prover o número exigido de documentos com garantias, não são mais candidatos. Eles estão fora da disputa”, declarou o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, após reunião do Comitê Executivo na Suíça.

O país asiático era considerado azarão entre os candidatos. Apesar de já ter sediado uma competição continental, em 2007, precisaria de um grande investimento para chegar ao mínimo de dez estádios em condições de receber partidas da Copa. Até por isso, a Indonésia já havia desistido da disputa pela sede de 2018, focando-se na de 2022.

Com isso, sete candidaturas continuam nas eleições para receber a Copa de 2018 ou de 2022: Rússia, Austrália, Inglaterra, Japão, Estados Unidos, Espanha/Portugal e Holanda/Bélgica. Enquanto isso, Catar e Coreia do Sul disputam apenas a sede do Mundial de 2022. A definição dos dois vencedores será em dezembro.