Marcos Arcoverde/Fotocom.net
Meia foi barrado pelo técnico Renato.

A novela Thiago Neves ainda está longe de ter um final feliz. O advogado Luís Roberto Leven Siano, especialista em direito esportivo, diz que o Fluminense pode ser punido pela Fifa por ter proibido Thiago Neves de ser relacionado para os jogos, alegando a não renovação de contrato com o Tricolor.

?Além de ter de indenizar o atleta, o Fluminense ficará proibido de comprar e vender jogadores no período de dois anos?, garantiu o advogado,que não defende nenhuma das partes.

O empresário do jogador, Léo Rabelo, entrou com uma ação representativa na Justiça proibindo Thiago Neves de assinar contrato com qualquer clube até o fim do acordo que o atleta tem com o procurador. Esse acordo vai até o dia 9 de janeiro de 2008. O jogador só estará liberado para negociar com qualquer clube após esse período.

Para Luís Alberto, dono da LA Sports, empresa que representa os direitos do jogador, o clube das Laranjeiras pode ser mesmo punido pela Fifa. ? Pelo fato de o Fluminense ter declarado publicamente o afastamento do Thiago, ele pode ser punido. Para isso basta que o jogador, ou alguém que se sentiu lesado, entrar com uma representação na Fifa contra o clube?, finalizou.

O assessor da presidência do Fluminense e também advogado Marcelo Penha não vê razões para o clube se preocupar. ?Não existe nenhum contrato no mundo que contenha uma cláusula obrigando o treinador a escalar o jogador. Nós pagamos os salários em dia, então não vejo problema nenhum em relação a uma punição?, afirmou. Ele fez questão de frisar que em nenhum momento o clube quis prejudicar o jogador. ?Não estamos discriminando o Thiago, e muito menos queremos obrigá-lo a assinar com o Fluminense. Só pedimos uma definição do atleta. O que acontece é que não temos mais ambições neste campeonato, por já estarmos classificados para a Libertadores de 2008. Estamos montando o elenco para a próxima temporada, e queremos saber com quem podemos contar?, ressaltou Penha.