Timothy Weah, de apenas 17 anos, filho do liberiano George Weah, um dos melhores atacantes do futebol europeu nos anos 1990/2000, assinou nesta segunda-feira o seu primeiro contrato profissional com o Paris Saint Germain. O vínculo com o clube francês foi firmado até 30 de junho de 2020.

“Estou muito orgulhoso de continuar a minha aventura no Paris Saint-Germain ao assinar este contrato profissional. Estou em um grande clube e não vejo a hora de continuar progredindo no meu objetivo de jogar no time principal”, comemorou o jovem em mensagem publicada no site da equipe francesa.

Timothy Weah, que nasceu nos Estados Unidos – e integra as seleções de base do país -, também atua no ataque, chegou à equipe em julho de 2014 e brilhou com na última edição da Liga Jovem da Uefa, competição que reúne os times sub-19 dos clubes classificados para a fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Em seu primeiro jogo, ele marcou três gols na goleada por 8 a 1 do Paris Saint-Germain sobre o Ludogorets Razgrad, da Bulgária.

O pai de Timothy – George – brilhou no ataque do Milan, da Itália, entre os anos de 1995 e 2000, além de ser o único africano a ter sido eleito melhor jogador do mundo pela Fifa e ganhado a Bola de Ouro, premiação da revista France Football – ambas em 1995. George Weah também teve passagens pelo Paris Saint-Germain (anterior ao Milan), Chelsea, Manchester City e Olympique de Marselha.