O Flamengo anunciou nesta segunda-feira, por meio de nota publicada em seu site oficial, que já vendeu cerca 46 mil ingressos para o segundo jogo da final da Copa do Brasil, diante do Atlético-PR, no próximo dia 27, no Maracanã. Deste total, 41 mil foram adquiridos por flamenguistas e aproximadamente 5 mil por torcedores atleticanos, que terão direito a mais de 7 mil.

O clube também aproveitou a divulgação do balanço de vendas para destacar que o valor médio das entradas comercializadas é de R$ 110, em uma clara reação contra as críticas e problemas na Justiça enfrentados por causa dos preços estipulados para não sócios-torcedores, que variam entre R$ 250 e R$ 800.

Na última sexta-feira, o Flamengo conseguiu derrubar a liminar que obrigava o clube a reduzir os preços dos ingressos deste jogo de volta da decisão. Um dia antes, o juiz Marcello Rubioli, do Juizado Adjunto do Torcedor do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ), concedeu a liminar ao atender pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPRJ), que havia notificado o clube e a concessionária do estádio, Complexo Maracanã Entretenimento, para que prestassem esclarecimentos sobre os valores dos bilhetes.

Os preços estipulados foram considerados abusivos também pelo Procon-RJ, que teve pedido para limitar o reajuste em 30% do valor praticado na semifinal da competição indeferido.

Nesta segunda-feira, porém, o Flamengo fez questão de enfatizar que, dos 46 mil lugares já ocupados para a segunda partida da final, 4.900 foram gratuidades (para idosos acima de 65 anos, crianças menores de 12 anos e deficientes físicos) e 23 mil ingressos foram vendidos a R$ 75 (para sócios com direito à meia-entrada).

Por enquanto, a venda está aberta apenas para sócios-torcedores, sendo que a comercialização para o público em geral começará nesta semana, em data a ser definida. O Flamengo, por sinal, festejou o fato de que já garantiu o recorde de sócios presentes em um jogo do clube. O recorde anterior havia ocorrido no duelo de volta da semifinal da Copa do Brasil, no último dia 6, quando 20 mil sócios-torcedores marcaram presença no Maracanã no jogo diante do Goiás.