Rio – No sábado de carnaval de 2004, o Flamengo venceu o Fluminense, por 3 a 2, e conquistou o título de campeão da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. Mas hoje, às 16h, no Maracanã, pela mesma competição, os dois clubes entram em campo para disputar quem ficará com a lanterna do grupo B.

Eliminados no meio da semana por clubes de menor investimento, que asseguraram vaga na semifinal da Taça Guanabara, Flamengo e Fluminense se agarram à tradição para motivar seus jogadores. Mas, ambos os clubes, ainda têm um motivo a mais para tentar vencer a partida, já que o perdedor do confronto ficará na lanterna do grupo B. Atualmente, o rubro-negro é o último colocado, com três pontos, e o tricolor, penúltimo, com quatro, ao lado do Olaria.

O novo técnico do Flamengo, Cuca, contratado para substituir Júlio César Leal, demitido após o vexame no primeiro turno, não ficará no banco de reservas, mas estará no Maracanã acompanhando o confronto.

Andrade comandará o time. "Se recuperar a confiança, a auto-estima, vamos ver que temos nas mãos um bom time e não precisaremos de contratação", disse Cuca. "Não tem magia no futebol. O que quero é ver uma equipe equilibrada em campo."

Como a partida "nada vale", o técnico do Fluminense, Abel Braga, optou por fazer uma experiência no setor defensivo e escalou um time na formação tática 3-5-2. De acordo com o treinador, a defesa é uma das principais deficiências da equipe no Carioca, principalmente, porque sofreu oito gols em quatro jogos.

Com a mudança no sistema tático, o volante Rodolfo Soares entra na equipe para exercer a função de líbero. O jogador, de 19 anos, revelado no Fluminense, mostrou empolgação pela oportunidade e frisou que não terá problemas em executar as tarefas pedidas por Braga. "Na teoria, o Fluminense estará fortalecido na defesa, mas precisaremos como ver como isso funcionará dentro de campo", disse Rodolfo Soares.

Em seguida, ele falou sobre a emoção de disputar um dos clássicos mais tradicionais do Brasil. "Fla-Flu é sempre um grande jogo. Mesmo com o Flamengo em crise será um difícil adversário."

O único problema que o técnico do Fluminense tem para escalar o time é o meia Felipe, que atuaria pela primeira vez contra o Flamengo, desde que trocou o rubro-negro pelo arquiinimigo. O jogador sentiu dores no quadril e passou a ser dúvida para a partida. Fará um teste momentos antes do confronto e se não tiver condições de atuar será substituído por Marquinhos.

Flamengo x Fluminense

Árbitro: Marcelo de Souza Pinto. Horário: 16h. Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Flamengo: Diego; Fábio, Júnior Baiano, Fabiano e André Santos; Da Silva, Jônatas, Adrianinho e Zinho; Bruno e Marcos Denner. Técnico: Andrade.

Fluminense: Kléber; Rodolfo Soares, Antônio Carlos e Zé Carlos; Gabriel, Arouca, Preto Casagrande, Felipe (Marquinhos) e Jean; Leandro e Tuta. Técnico: Abel Braga.