Com o “Império do Amor” de folga, e mais outros cinco titulares poupados ou suspensos, o Flamengo fez apenas o necessário para derrotar o Boavista por 2 a 1, neste domingo, em Volta Redonda. Em mais uma boa atuação de Vinícius Pacheco, o time rubro-negro garantiu a primeira colocação do Grupo A e enfrenta o Botafogo na semifinal da Taça Guanabara, na quarta-feira de Cinzas. O Fluminense duela contra com o Vasco, já no sábado de Carnaval. Mas a Federação Estadual do Rio de Janeiro (FERJ) ainda vai confirmar as datas dos confrontos.

O jogo se arrastou durante a primeira metade do primeiro tempo. O Boavista errava muitos passes e o Flamengo não parecia com pressa em abrir o placar. A primeira boa chance veio aos 21 minutos. Juan cobrou falta pela direita e Fernando, completamente livre na pequena área, perdeu gol feito.

Sete minutos depois, a dupla substituta, também conhecida como Vinícius Pacheco e Bruno Mezenga, começou a funcionar. Os dois tabelaram e Vinícius assustou o xará, goleiro do Boavista, com um chute forte cruzado.

Aos 36, uma linda jogada entre os dois. Lançado por Fernando, Mezenga encontrou Vinícius livre na marca do pênalti, mas o goleiro do Boavista se jogou a seus pés para evitar o gol. Ele nada pode fazer, porém, aos 41. Mais uma vez, Vinícius caiu pela esquerda e cruzou na medida para Mezenga abrir o placar de cabeça.

Aos 11 minutos da etapa final, mais uma falha defensiva do Flamengo. Edson subiu mais que Fernando e empatou, também de cabeça, em cobrança de escanteio. Mas a resposta rubro-negra, novamente, foi rápida. Fernando se redimiu fazendo belo passe para Vinícius Pacheco, que fez nova assistência para Kleberson recolocar o time de Andrade na frente, aos 15.

O Flamengo ainda pressionou em certas ocasiões, mas à medida que o tempo passava, o time se preocupava em administrar a vantagem. Aos 21, o Boavista deveria ter empatado. Depois de cobrança de falta de Tony, Edson se esticou para colocar a bola na rede, mas o bandeirinha assinalou impedimento inexistente. A partir daí, os rubro-negros limitaram-se a destruir e mais nada criaram.

Ficha técnica

Boavista 1 x 2 Flamengo

Boavista – Vinícius; Getúlio, Pessanha, Erdson e Paulo Rodrigues; Júlio César, Douglas Pedroso (Fabrício), Léo Faria (Vinícius Durante) e Ruy; Tony e Leo Guerreiro (Marlon). Técnico: Júlio Marinho.

Flamengo – Bruno; Leonardo Moura (Everton Silva), Álvaro, Fabrício e Juan (Welinton); Lenon, Fernando, Kleberson e Fierro (Denis Marques); Vinícius Pacheco e Bruno Mezenga. Técnico: Andrade.

Gols – Bruno Mezenga, aos 41 minutos do primeiro tempo; Edson, aos 11, e Kleberson, aos 15 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Paulo Rodrigues, Júlio César, Douglas Pedroso, Leo Faria e Leo Guerreiro (Boavista); Juan, Leonardo Moura e Lenon (Flamengo).

Árbitro – Maurício Machado Júnior.

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).