O Flamengo deixou o G-4 do Campeonato Brasileiro ao empatar com o Avaí por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã. O time carioca saiu de campo sob vaias. Já o visitante comemorou o resultado e manteve a sequência de grandes apresentações depois da Copa do Mundo. Nos dois jogos anteriores, havia derrotado o São Paulo, no Morumbi, e o Palmeiras, em Santa Catarina.

Logo de início, a impressão era que o Flamengo venceria a terceira seguida. O atacante Diego Maurício fez seu primeiro gol como profissional aos 11 minutos, finalizando uma jogada que começou com Petkovic. No intervalo, o artilheiro dedicou o gol aos pais Andréa e Maurício, presentes ao estádio. Com a vantagem, empurrado pela torcida, o time carioca criou outras oportunidades e poderia ter ampliado o placar no primeiro tempo.

Depois do descanso de 15 minutos, o Avaí voltou com mais ímpeto e deu trabalho à defesa rubro-negra. Roberto perdeu um gol aos 10 minutos e levou uma bronca do técnico Antonio Lopes. O gol de empate surgiu numa cobrança de falta ensaiada, aos 29. Gabriel completou com força e Marcelo Lomba se esticou em vão. No final, o Flamengo tentou a vitória desordenadamente. Restou à torcida vaiar o time assim que o árbitro encerrou a partida.

No próximo domingo, o Flamengo viaja até Porto Alegre para enfrentar o Internacional, às 16 horas, no estádio Beira-Rio. Já o Avaí joga no sábado, às 18h30, contra o Atlético Mineiro, em Florianópolis.

Ficha técnica

Flamengo 1 x 1 Avaí

Flamengo – Marcelo Lomba; Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Corrêa (Rômulo), Kleberson (Cristian Borja) e Petkovic; Vinicius Pacheco (Camacho) e Diego Mauricio. Técnico: Rogério Lourenço.

Avaí – Renan; Patrick, Gabriel, Emerson e Eltinho; Marcinho Guerreiro, Diogo Orlando (Marcos), Rivaldo e Caio (Vandinho); Robinho (Davi) e Roberto. Técnico: Antônio Lopes.

Gols – Diego Maurício, aos 11 minutos do primeiro tempo; Gabriel, aos 29 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Kleberson, Welinton, Cristian Borja e Camacho (Flamengo); Marcos e Patrick (Avaí).

Árbitro – Jailson Macedo Freitas (BA).

Renda – R$ 364.165,00.

Público – 14.051 pagantes.

Local – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).