A diretoria do Flamengo veio a público para reiterar seu apoio ao trabalho do diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe. Alvo de críticas, o dirigente vem sendo cotado para deixar o clube desde a demissão do técnico Jorginho, na quinta-feira. Em nota oficial, o presidente Eduardo Bandeira de Mello demonstrou apoio a Pelaipe e rejeitou os rumores sobre a saída iminente do dirigente.

“Diante das informações infundadas divulgadas por alguns veículos de comunicação da imprensa carioca, o Clube de Regatas do Flamengo, através de seu presidente Eduardo Bandeira de Mello, do seu vice-presidente de Futebol Wallim Vasconcellos e de todo seu conselho diretor, reafirma seu total apoio ao trabalho realizado pelo diretor executivo de Futebol, Paulo Pelaipe”, registrou o presidente, em nota.

Pelaipe foi contratado por Bandeira de Mello, eleito em dezembro, para comandar o futebol do Flamengo. O dirigente assumiu a filosofia da nova gestão de reduzir os gastos com contratações de peso e apostar em jovens talentos, em razão da delicada situação financeira do clube.

Ele ganhou elogios pelas contratações de Marcelo Moreno, Gabriel e Elias, mas segue recebendo críticas pelo acerto com Carlos Eduardo, reforço mais caro para a temporada. O jogador demorou para recuperar a forma física e ainda não vingou no time. Para piorar a situação do dirigente, o Flamengo teve papel apenas de coadjuvante no Campeonato Carioca e ainda não venceu no Brasileirão – está na zona de rebaixamento.

Os resultados aumentaram a pressão sobre Jorginho, que acabou sendo demitido. E pioraram o relacionamento de Pelaipe com membros da diretoria. O nome do dirigente também estaria sob críticas no vestiário do time. Por tudo isso, cresceram nos últimos dias os rumores sobre a demissão de Pelaipe.