Rio – A lição dos dois últimos jogos do Flamengo, contra Fluminense e Santos, quando desperdiçou várias oportunidades de gol, parece ter sido assimilada pelo elenco. A equipe rubro-negra criou boas jogadas, principalmente no segundo tempo, e convertou-as na goleada de ontem sobre o Goiás, por 4 a 0, no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda.

O time visitante tentou explorar o contra-ataque, mas não obteve êxito. O Flamengo teve maior posse de bola.

Quase no fim da primeira etapa, a torcida rubro-negra já ameaçava vaiar a equipe quando Zinho fez 1 a 0.

O intervalo foi benéfico para o Goiás, que entrou disposto a empatar o confronto no início da segunda etapa. Mas o Flamengo, em contra-ataque, aumentou o placar. Ibson, de cabeça, marcou o segundo.

Aos 30 minutos, o lateral-direito China fez boa jogada e cruzou para Zinho dominar a bola, com o goleiro Harlei caído no chão, e chutar colocado no canto esquerdo: 3 a 0. A torcida rubro-negra estava eufórica e ficou ainda mais quando Júnior descobriu o atacante Jean livre de marcação. Ele partiu com a bola dominada um pouco depois do círculo do meio-de-campo, driblou Harlei e deu fim ao jejum de 76 dias sem marcar: 4 a 0.

Ficha técnica
Flamengo:
Júlio César; China, Júnior Baiano, André Bahia e Júlio Moraes; Da Silva, Ibson (Jônatas), Junior e Zinho (Juliano); Felipe e Jean (Dill). Técnico: Ricardo Gomes.
Goiás: Harlei, André Dias, Renato e João Paulo (Fábio); Gustavo (Simão), Cléber, Tiago, Jorge Mutt(Douglas) e Leandro Smit; Rodrigo Tabata e Alex Dias. Técnico: Celso Roth.
Gols: Zinho, aos 44 do 1.º; Ibson, aos 20, Zinho, aos 30, e Jean, aos 39 do 2.º.
Renda e público: não divulgados.