Deu Flamengo. No histórico duelo brasileiro na Libertadores, o time carioca perdeu para o Corinthians por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, mas conseguiu a vaga nas quartas de final.

A classificação flamenguista foi resultado do gol marcado fora de casa, pois tinha vencido o primeiro jogo do confronto, semana passada, no Maracanã, por 1 a 0. ono da melhor campanha na fase de grupos, o Corinthians sucumbiu logo nas oitavas de final, dando adeus ao sonho de ser campeão da Libertadores.

Dessa vez, a eliminação corintiana teve um sabor ainda mais amargo, pois os torcedores esperavam comemorar o centenário do clube, em setembro, como o inédito título continental.

Para o Flamengo, a classificação na Libertadores acaba com a crise interna que explodiu após a eliminação no Campeonato Carioca, quando o técnico Andrade e toda a cúpula do futebol foram demitidos.

Agora, o time carioca espera a definição do confronto entre Universidad de Chile e Alianza Lima, nesta quinta-feira, para conhecer seu próximo adversário na competição.

O JOGO – Precisando da vitória, o técnico Mano Menezes voltou a adotar o esquema tático 4-3-3 que tanto sucesso fez no ano passado – o atacante Jorge Henrique entrou na vaga do volante Jucilei. Assim, o Corinthians começou pressionando o Flamengo e, empurrado por sua torcida, desperdiçou boas chances.

O Flamengo se segurou o quanto pôde, mas não resistiu aos 27 minutos do primeiro tempo. O meia Danilo fez belo cruzamento na área. Aí, o zagueiro David se atrapalhou ao tentar antecipar a marcação sobre Ronaldo e mandou a bola para seu próprio gol. O gol contra transformou o Pacaembu num caldeirão.

Assustado, o Flamengo não conseguia ficar com a bola. A pressão corintiana era incessante. Assim, saiu o segundo gol. Aos 39 minutos, Dentinho fez jogada pela esquerda, passou por Willians e cruzou para a área. Ronaldo apareceu totalmente livre e mergulhou para mandar de cabeça no canto esquerdo de Bruno: 2 a 0.

No intervalo, o técnico Rogério Lourenço foi obrigado a mudar o Flamengo. Tirou Vinicius Pacheco e colocou Kleberson. Além disso, o time carioca mudou a postura. Assim, logo aos quatro minutos, Ronaldo Angelim aproveitou falha da marcação corintiana e tocou para Vágner Love, que bateu cruzado e marcou.

Depois disso, o jogo ficou dramático. O Corinthians partiu em busca do terceiro gol, que lhe daria a vaga, e abriu espaço para o contra-ataque. Mano Menezes tentou algumas alterações, mas o ímpeto corintiano foi sufocado pela boa marcação flamenguista.

Cansado e desesperado, o Corinthians não teve forças para criar grandes chances de gol. Do outro lado, o Flamengo levou perigo em alguns contra-ataques. Aos 46 minutos, o último suspiro corintiano: Chicão bateu falta com categoria, mas o goleiro Bruno fez grande defesa. Festa flamenguista no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA:

Corinthians 2 X 1 Flamengo

Corinthians – Felipe; Alessandro (Paulinho), Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Elias (Jucilei) e Danilo; Jorge Henrique (Iarley), Dentinho e Ronaldo. Técnico – Mano Menezes.

Flamengo – Bruno; Leonardo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado (Toró), Willians e Vinícius Pacheco (Kleberson); Vágner Love (Fierro) e Adriano. Técnico – Rogério Lourenço.

Gols – David (contra), aos 27, e Ronaldo, aos 39 minutos do primeiro tempo; Vágner Love, aos 4 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Roberto Silvera (URU).

Cartão amarelo – Juan, David, Willians, Bruno, Iarley, Chicão e Rômulo.

Renda – R$ 2.949.424,00.

Público – 37.021 pessoas.

Local – Estádio do Pacaembu, em São Paulo.