O pivô Baby, que conquistou o bicampeonato nacional e a Liga Sul-Americana com a equipe de basquete do Flamengo em 2009, retornou ao time da Gávea após jogar pelo Paulistano a Liga Nacional deste ano. Ele acertou os detalhes com a diretoria do clube do Rio na quinta-feira.

Aos 29 anos, o destaque do time campeão do ano passado sob o comandado por Paulo Chupeta disse que, na verdade, se fosse por ele não teria saído. “Queria voltar desde o primeiro dia que sai daqui (Gávea), o que por mim nunca teria acontecido. Mas isso faz parte do passado e agora quero apenas pensar na próxima temporada. A ansiedade em voltar a vestir a camisa do Flamengo e reencontrar o torcedor é enorme”, afirmou o pivô, que elogiou a diretoria do clube por manter a base vice-campeã brasileira.

Baby já teve passagens pelo Toronto Raptors, Utah Jazz e Minnesota Timberwolves, todos da NBA, além do basquete europeu e equipes do interior paulista. Entretanto, nunca escondeu que o momento mais feliz de sua carreira foi no Flamengo. “Já tinha decidido que voltaria ao clube pela identificação que criei e pela força do atual elenco. Mas é claro que a promessa da diretoria de reforçar a equipe, deixando-a mais competitiva na luta por todos os títulos da temporada aumentaram minha vontade de estar aqui”, completou.

Além do pivô recontratado, o Flamengo renovou os contratos do ala Duda e do armador Fred, por duas temporadas. O treinador ressaltou que a manutenção da base vice-campeã brasileira vai ajudar o retorno do jogador, que chega para sanar a carência na posição que ficou evidente durante as finais contra o Brasília.

“É um excelente reforço. Felizmente deu tudo certo e ele acertou seu retorno à Gávea. Tivemos vários problemas de contusão com nossos pivôs na temporada e com a volta do Baby novamente teremos um homem de referência dentro do garrafão”, explicou Chupeta.