Em resultado ruim para ambos, Fluminense e Ponte Preta empataram por 1 a 1, neste sábado, no Maracanã, num jogo de baixa qualidade técnica e que terminou sob vaias. O time de Campinas fez 1 a 0 aos 36 minutos do segundo tempo, com Rafael Ratão, mas permitiu que os donos da casa igualassem o placar, num gol contra de Diego Sacoman logo depois.

Com isso, o Fluminense completou seis partidas sem vitória – são três empates e três derrotas -, está com 36 pontos e sob ameaça de rebaixamento no Brasileirão. A situação da Ponte Preta é ainda pior: chegou aos 30 pontos e ocupa a penúltima posição.

Muito desfalcado, o Fluminense errava demais e criava pouco. Assim, só levou perigo ao goleiro Roberto uma única vez no primeiro tempo, num lance em que o zagueiro Gum finalizou de cabeça. Na Ponte, o atacante Rildo era o mais acionado, mas não conseguia produzir. Numa falta da intermediária, cobrada por Fellipe Bastos, o time de Campinas quase abriu o placar. Mas o goleiro Diego Cavalieri evitou o gol com um tapa na bola.

No segundo tempo, o Fluminense atuou com mais ímpeto, enquanto a Ponte passou a buscar os contra-ataques e, por três vezes, esteve em condições de marcar. A zaga do time carioca parecia muito instável e o zagueiro Gum foi substituído por opção técnica de Luxemburgo.

Depois que o meia Adrianinho entrou na vaga de Elias, a Ponte melhorou e fez 1 a 0 num chute forte de Rafael Ratão de fora da área. A bola bateu na trave e nas costas de Diego Cavalieri antes de entrar.

Até então, por quase 85 minutos, a Ponte soube se defender bem. Mas logo no primeiro ataque do Fluminense, após o gol de Rafael Ratão, Marcos Júnior cruzou da direita, Fábio Braga atrapalhou o goleiro Roberto e a bola bateu em Diego Sacoman, para ultrapassar a linha do gol. Depois disso, os dois time ainda tentaram a vitória de maneira desorganizada, sem êxito.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 X 1 PONTE PRETA

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Bruno (Marcos Júnior), Gum (Fábio Braga), Leandro Euzébio e Rafinha; Edinho, Jean, Diguinho e Eduardo (Igor Julião); Biro Biro e Samuel. Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

PONTE PRETA – Roberto; Régis, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Fellipe Bastos, Alef e Elias (Adrianinho); Rildo (William) e Leonardo (Rafael Ratão). Técnico – Jorginho.

GOLS – Rafael Ratão, aos 36, e Diego Sacoman (contra), aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÃO AMARELO – Elias e Rafael Ratão.

RENDA – R$ 249.620,00.

PÚBLICO – 14.899 pagantes.

LOCAL – Estádio Maracanã, no Rio.