Após conseguir três vitórias seguidas, o Santos tropeçou neste domingo (12) no Maracanã. Perdeu para o Fluminense, por 3 a 0, e desperdiçou ótima oportunidade de se aproximar do grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Permanece com 27 pontos, na oitava posição, um a mais que a equipe tricolor, em 11º, e quatro atrás do Vasco, o último eventualmente classificado para a Taça Libertadores.

Sem o talentoso Kléber, que vem atuando como apoiador, embora seja lateral-esquerdo de origem, o técnico Vanderlei Luxemburgo voltou ao esquema com três zagueiros (Domingos, Adaílton e Marcelo). Reforçou a marcação e deu liberdade para os avanços dos alas Carlinhos e Baiano para compensar a perda de qualidade no meio-campo. A estratégia não funcionou.

O Santos fez um primeiro tempo muito ruim. Atacou pouco, errou muitos passes e passou sufoco em quase todas as bolas áreas. Tanto é que, aos 36 minutos, o defensor Luiz Alberto, ex- Santos fez de cabeça 1 a 0 para o Fluminense. A zaga do time paulista assistiu ao lance sem esboçar reação e o goleiro Fábio Costa saiu mal da baliza.

Logo em seguida, o mesmo Luiz Alberto quase ampliou em nova cabeçada. Em termos ofensivos, o Santos só chegou com perigo uma vez até o intervalo: o atacante Kleber Pereira deu um lençol no goleiro Ricardo Berna, mas o volante Romeu afastou a jogada. Seria um golaço.

Vanderlei tomou duas medidas no vestiário: trocou o uniforme da equipe e pôs o meia Petkovic no lugar do zagueiro Marcelo. A mudança não surtiu efeito. O Santos não se encontrou em campo. Continuou sem criatividade e mal na parte defensiva. Teve uma atuação para ser esquecida. Fora de forma, Petkovic não acertou o pé. Não deu o toque de qualidade que tanto se espera dele.

Já o meia Pedrinho só não passou o confronto sem ser notado por causa de sua chuteira amarela. Não jogou nada e poderia ter sido substituído. A dupla de ataque Marcos Aurélio e Kleber Pereira sofreu. A bola não chegava até eles. Por sua vez, o Fluminense atuou bem e liquidou a fatura com dois gols do meia Thiago Neves destaque da partida.

Fluminense 3 x 0 Santos

Fluminense – Ricardo Berna; Rafael, Ânderson, Luiz Alberto e Júnior César; Romeu, Maurício, David (Cícero) e Thiago Neves (Ivan); Rodrigo Tiuí (Soares) e Somália. Técnico – Renato Gaúcho

Santos – Fábio Costa; Domingos, Adaílton e Marcelo (Petkovic); Baiano, Rodrigo Souto, Dionísio (Rodrigo Tabata), Pedrinho e Carlinhos (Vitor Júnior); Marcos Aurélio e Kléber Pereira. Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

Gols – Luiz Alberto, aos 36 minutos do primeiro tempo. Thiago Neves, aos 19 e aos 26 minutos do segundo tempo

Juiz – Clever Assunção Gonçalves (MG).

Renda – R$ 79.098

Público – 6.002 pagantes.

Estádio – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).