A Federação Paranaense de Futebol (FPF) colocou o Iguaçu novamente em xeque e a Divisão de Acesso do Paranaense 2010 deve começar neste final de semana. O Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) cassou uma liminar que impedia o início do torneio e uma nova tabela já foi divulgada sem a presença do time de União da Vitória.

Com muita lamentação, a diretoria do Iguaçu afirmou já ter acertado as pendências com a FPF e questiona o motivo de o clube ser novamente deixado de lado.

“Eles dizem que é por nosso estádio ter sido interditado. Mas o Coritiba começou o ano com o campo interditado e conseguiu jogar na boa a primeira divisão. A Portuguesa e o Londrina vão poder jogar a segunda divisão sem problemas. Só nós não podemos?”, reclamou o presidente da Pantera, Odenir Borges.

O vice-presidente da FPF, Amilton Stival, afirmou não temer uma paralisação da Divisão de Acesso. “Vejo que existe chances, mas são mínimas”. Perguntado sobre o veto de participação do Iguaçu, o dirigente se limitou a dizer que o clube não cumpriu suas obrigações com a federação.

Confira a 1.ª rodada, marcada para domingo, com todos os jogos às 15h30: Portuguesa Londrinense x Francisco Beltrão, Pato Branco x Roma Apucarana, Foz do Iguaçu x Londrina, São José x Arapongas e F.C. Cascavel X Sport Campo Mourão.

Outra bronca

O Toledo perdeu ontem a primeira chance de reverter o rebaixamento para a segunda divisão estadual. Por unanimidade, o TJD julgou improcedente a ação do time do Oeste do Estado, que pedia a anulação do jogo contra o Engenheiro Beltrão pelo Paranaense de 2010.

O Toledo queria os pontos da partida (que terminou empatada por 1 a 1 ), por que o time de Luiz Linhares não havia quitado as taxas de arbitragem referentes ao jogo anterior, contra o Serrano. Se conseguisse os pontos, o Toledo se salvaria da degola e o Rio Branco seria rebaixado.