No arbitral do Campeonato Paranaense realizado nesta terça-feira (23), em Curitiba, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) não apresentou novidade com relação a novos patrocinadores para a edição do ano que vem da competição. Até mesmo por isso, a entidade máxima do futebol paranaense disponibilizou seis placas para cada clube vender e, assim, aumentar sua capacidade financeira durante o Estadual.

O contrato ainda não foi assinado, mas o principal apoiador do Campeonato Paranaense do ano que vem deve ser mais uma vez a Sicredi. Mas o presidente da FPF, Hélio Cury, garantiu que a entidade vai tentar buscar novos parceiros. “A Sicredi é um parceiro nosso antigo já e tem trabalhado conosco. A gente quer alastrar o leque e buscar mais recursos para os clubes. É o que fazemos aqui. Buscamos negociações e, o dinheiro que é arrecadado, é dividido proporcionalmente a todos os clubes”, declarou.

+ Leia mais: Atlético leva a pior ao tentar transmitir seus jogos no YouTube

Mas diante da dificuldade de encontrar novos apoiadores e que tornem o Campeonato Paranaense mais rentável aos clubes, a FPF decidiu abrir seis placas para a comercialização dos próprios clubes. Hélio Cury lembrou ainda que toda a taxa de arbitragem do primeiro turno do Estadual será paga pela entidade com o recurso oriundo da cota de televisão.

“Nós também abrimos meia dúzia de placas para os clubes. Se precisar vamos abrir mais para que cada vez mais eles consigam buscar os recursos. Essa é a nossa política, tanto que vamos pagar a arbitragem do primeiro turno, cerca de R$ 300 mil, com o dinheiro que receberemos da televisão”, lembrou Cury.

+ Confira também: Campeonato Paranaense tem grupos e regulamento definidos

O presidente da FPF também afirmou que as taxas de federação cobradas nos jogos do Campeonato Paranaense são utilizadas para ajudar os clubes que disputam a divisão de acesso e a terceira divisão do Estadual. “Esse dinheiro que arrecadamos, o percentual da federação, é para ajudar os clubes da segunda e da terceira divisão. Em bolas, no registro, na arbitragem”, reforçou.

O Campeonato Paranaense de 2019 terá a mesma fórmula da competição deste ano. O torneio ficou mais atrativo, segundo Helio Cury. O presidente, no entanto, admitiu que preferia a fórmula anterior, quando oito clubes garantiam classificação para as quartas de final.

“Os clubes decidiram e aqui quem decide é a maioria. A federação leva a proposta, discute, conversa, mas a decisão é deles. Eles decidiram assim ano passado. Eu, pessoalmente, preferia a anterior, que tinha mais espaço, classificavam oito times e dava mais chances para os demais com as quartas de final. Agora fica mais difícil com a classificação de dois a cada turno. Mas a decisão é soberana, tivemos um bom campeonato esse ano e esperamos uma edição ainda melhor em 2019”, concluiu Helio Cury.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!