A França será a adversária do Brasil na final da Liga Mundial de Vôlei. Na noite desta sexta-feira (7), os franceses derrotaram o Canadá por 3 sets a 1 (25-19, 22-25, 25-19 e 25-21), na Arena da Baixada, e garantiram a vaga na decisão de sábado (8), às 23h. Será mais encontro entre as duas seleções. No ano passado, o Brasil venceu na semifinal da Liga Mundial e nas Olimpíadas eliminaram o adversário na última rodada da fase de grupos, acirrando a rivalidade.

Pode ser que até por isso, na semifinal em que a França teve que superar os canadenses, e os brasileiros!. Os torcedores que ficaram na Arena se mostraram a favor do Canadá, que era uma zebra. Pelo menos a grande maioria, e vibravam muito a cada salvada de bola ou ponto conquistado.

Mas a seleção europeia mostrava ter muito mais qualidade, o que superava a vontade e empenho do adversário, que ia em busca das bolas mais difíceis, sem se entregar. Porém, do outro lado nomes como Ngapeth e Boyer rapidamente resolviam a parada. Foi assim no primeiro set, que a França levou com folgas por 25-19.

No segundo set, o Canadá, no entanto, aproveitou a relaxada do adversário, que chegou a estar vencendo por 11-8, e conseguiu a virada na reta final, fazendo 25-22, para delírio da torcida, que vibrou muito.

Uma derrota que acordou a França e fez o jogo ficar fácil. No terceiro set, os europeus estiveram à frente no placar desde o início, sempre com uma boa margem de vantagem, acima dos quatro pontos, e precisaram de 25 minutos para vencer por um novo 25-19.

O quarto set era tudo ou nada para o Canadá, que precisava ganhar para levar para o tie-break. E o duelo começou equilibrado, com ponto pra cá e ponto pra lá. A França chegou a abrir três pontos de vantagem, mas logo os canadenses conseguiram empatar, encaixando as defesas e o ataque. Mas novamente Ngapeth, maior pontuador da partida com 24 pontos, fez a diferença, garantindo a vitória dos franceses por 25-21.