A França surpreendeu nesta sexta-feira e abriu 2 a 0 sobre a Espanha, atual bicampeã da Copa Davis, no primeiro dia da disputa das quartas de final. Gael Monfils e Michael Llodra deixaram os franceses na frente diante de sua torcida, na série melhor-de-cinco, na cidade de Clermont-Ferrand.

No primeiro jogo do dia, Monfils, número 17 do mundo, superou David Ferrer após uma batalha de quase quatro horas. Ele venceu os dois primeiros sets, por 7/6 (7/3) e 6/2, sofreu o empate (4/6 e 5/7) e garantiu a vitória ao fazer 6/4 na última parcial.

Na sequência, os espanhóis tinham a chance de empatar o duelo, com Fernando Verdasco, principal jogador da equipe. Mas o número dez do mundo não resistiu a Michael Llodra e perdeu de virada, por 3 sets a 1, parciais de 6/7 (5/7), 6/4, 6/3 e 7/6 (7/2), em 3h25min de partida.

Com as duas derrotas desta sexta, a Espanha precisará vencer a partida de duplas no sábado para seguir em busca do terceiro título consecutivo na Davis. Feliciano López e Verdasco vão enfrentar Julien Benneteau e Llodra.

No dia seguinte, Monfils duelará com Verdasco, enquanto Llodra vai encarar Ferrer, 12.º do ranking. O vencedor deste confronto vai disputar uma vaga na final contra Rússia ou Argentina, que estão empatados por 1 a 1.

Na outra ponta da chave, o Chile, sem Fernando Gonzalez, perdeu suas duas primeiras partidas para a República Checa, diante de sua torcida, em Coquimbo. O adversário também jogou desfalcado: Radek Stepanek e Tomas Berdych, vice-campeão de Wimbledon.

Mas as ausências não fizeram diferença para os checos. Ivo Minar e Jan Hajek deram conta do recado e abriram 2 a 0 nesta sexta. Minar bateu Nicolas Massu com direito a um “pneu”: 6/0, 6/2 e 6/3. Em seguida, Hajek obteve outra vitória fácil, sobre Paul Capdeville, por 6/0, 6/2 e 6/1.