A expulsão no clássico contra o Cruzeiro, no último dia 1.º, custou caro ao centroavante Fred. Nesta terça-feira, em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG), em Belo Horizonte, o jogador do Atlético Mineiro recebeu uma suspensão de quatro partidas pela cotovelada desferida no zagueiro Manoel e está fora das semifinais do Campeonato Mineiro contra a URT e de uma possível primeira partida da decisão, caso o time alvinegro avance.

Em uma votação apertada, Fred foi condenado à pena mínima que é de quatro jogos – um já cumprido na partida contra a Caldense, no último domingo – no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que caracteriza agressão física e prevê uma pena de quatro a 12 partidas.

A defesa do Atlético, representada pelo diretor jurídico do clube, Lásaro Cândido da Cunha, promete que vai recorrer da decisão no Tribunal Pleno, já na manhã desta quarta-feira. “Tirar o Fred da final é punir o campeonato. Seria punir o espetáculo”, disse o advogado, enquanto fazia a defesa do atacante.

Com Fred fora da primeira partida da semifinal, Rafael Moura vai ter a chance de ser titular no jogo contra a URT, de Patos de Minas (MG), neste domingo, às 11 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. A punição do centroavante vale somente para jogos do Estadual e, assim, ele está em condições de jogar pela Copa Libertadores, nesta quinta-feira, às 19h30, contra o Sport Boys, da Bolívia, no estádio Independência, também na capital mineira.