Um dos destaques do time no início da Segundona, Freire perdeu pontos por seu temperamento explosivo. Expulso duas vezes, foi “escanteado” e em alguns jogos sequer foi relacionado para o banco de reservas. Ageu não “bateu o martelo”, mas pelos treinos, Freire será o substituto do lesionado Gabriel.

“Sei que fiz bobagem. Mas, isso é passado. Estou voltando para brigar novamente por uma vaga no time”, anunciou Freire. O zagueiro de apenas 20 anos foi sondado pelo Sport. “Nem me envolvo nisso.

É algo que os empresários resolvem. Minha cabeça está aqui, no Paraná”. Mesmo que a negociação fosse “quente”, Freire não sairia. Ele já atingiu o limite de transferências na temporada e não poderia atuar por outro clube em 2009.

Freire está atento ao adversário. Indagado sobre a ausência de Carlos Alberto, o zagueiro lembrou de outros jogadores de qualidade do Vasco. “Em especial, o Phillipe Coutinho. Ele está sendo badalado, tem muita qualidade. Por isso, está sempre presente nas seleções de base”, completou o zagueiro tricolor.

Em campo, a zaga terá que superar uma possível falta de entrosamento. Afinal, Montoya chegou há pouco e pela primeira vez o trio será formado por Freire, Dedimar e Montoya.