O Atlético entra em campo amanhã, às 16h20, contra o Criciúma, com chances reais de carimbar seu retorno à Série A do Brasileirão, assim como os catarinenses. O duelo no estádio Heriberto Hülse será um encontro de adversários que trilharam trajetórias muito diferentes na Segundona. Enquanto o Furacão precisou de uma arrancada a partir da 15.ª rodada, a qual o faz chegar no confronto com números mais positivos, o Tigre se pautou pela regularidade. É o único clube que esteve presente no G4 nas 36 rodadas disputadas até aqui e em 15 delas ocupando a liderança -a pior classificação na competição foi o terceiro lugar.

Trajetória muito diferente do Rubro-Negro, que só contabiliza sete rodadas entre os quatro favoritos. Antes disso, teve um início de primeiro turno desastroso e chegou a figurar na zona do rebaixamento para a Série C. Só a partir da 15.ª rodada conseguiu se recuperar para valer. A melhora no desempenho foi tamanha, que no returno até o Criciúma foi deixado para trás pelo Atlético. Nesta fase da Série B, a equipe do técnico Ricardo Drubscky tem a segunda melhor campanha, enquanto a dos catarinenses é a quarta. A liderança é do Goiás, que já assegurou sua passagem para a elite do Brasileirão.

O Furacão tem melhor ataque e melhor defesa que os rivais de amanhã. Porém, na classificação geral, graças ao primeiro turno impecável, o Criciúma ainda tem melhor média ofensiva, com 2,1 gol por jogo contra 1,7 do Furacão. Mas na defesa, o Rubro-Negro é melhor: 1 gol sofrido a cada rodada, para 1,5 dos catarinenses. A arrancada atleticana foi tão eficiente, que permite ao time assegurar o acesso se vencer o Criciúma e houve pelo menos um empate do São Caetano contra o Goiás.

A vitória, além de manter o time no G4 e poder confirmar uma vaga na Série A, dará ao elenco do Furacão a maior sequência positiva da temporada, chegando a dez jogos de invencibilidade. Até então, o melhor desempenho havia sido na arrancada do primeiro turno. Entre a 15.ª e a 24.ª rodadas, foram nove jogos sem perder, com 7 vitórias e dois empates, resultados que o colocaram de vez na briga pelo acesso. Nesta segunda sequência, o time repete aquele desempenho.