O Atlético até pode não ter conquistado a Taça Dionísio Filho, mas é o time que tem a melhor campanha no Campeonato Paranaense até agora. Na classificação geral, o Furacão tem 17 pontos somados, seguido por Foz, com 15, e Maringá, Coritiba e Cianorte, com 11. Outro número que chama a atenção na tabela é o número de gols sofridos pelo time no Estadual. Em sete jogos, o Rubro-Negro tomou apenas um gol.

Até agora, o único adversário que conseguiu balançar as redes do Furacão foi o Maringá, na abertura da Taça Dionísio Filho. Naquele 20 de janeiro, na Arena, o goleiro Léo não conseguiu parar Bruno Batata. De lá pra cá, em jogos oficiais, a defesa atleticana mandou bem e parou os adversários. O grande revés, no entanto, veio na cobrança de penalidades na semifinal contra o Rio Branco, quando o Furacão levou a pior e não conseguiu chegar à final.

Ao que parece, o técnico Thiago Nunes encontrou uma boa estrutura defensiva com Cascardo, Léo Pereira, José Ivaldo e Renan Lodi, que ocuparam a posição de titular com mais frequência até agora. Na meta, apesar do bom desempenho de Léo, a comissão técnica optou por fechar a lista para o segundo turno com Santos, Felipe Alves, Gabriel e Caio. Na Taça Dionísio Filho, Santos jogou em quatro oportunidades, Léo em duas partidas e Caio em uma. Caio foi o nome escolhido para a estreia na Taça Caio Júnior e ajudou a segurar a vitória por 1×0.