Torcedora do Grêmio, a consultora de marketing Débora Saldanha participa ativamente nas redes sociais comentando sobre futebol. Mas se engana quem pensa que as opiniões são só a respeito do seu time do coração. Deb, como é conhecida pelos amigos que fez por conta do futebol, gosta – e entende – muito também de futebol europeu. Ela tem um perfil no Twitter (@deb10saldanha) com mais de 6 mil seguidores que interagem diariamente com a colunista.

“Essa é a melhor parte, no twitter principalmente. Como eu comento lá desde 2014, já tenho muitos seguidores que me conhecem e sabem que comento e são estes o que mais interagem, sempre de forma positiva. Ou mesmo que discordam, é sempre de forma amigável. E quando não estou comentando por algum motivo especial, até recebo mensagens de ‘cadê a Deb?’ ou ‘faltou a Deb comentando’. É muito legal esse feedback!”, disse a apaixonada por futebol, que também escreve para o site Futebol por Elas, para o Vai que tô te vendo e comenta os jogos em algumas rádios quando é convidada.

Curitibana, ela passou a gostar do Grêmio na infância, depois de ver a campanha do time em 1993.

“Na minha família sou a única gremista. O que colaborou para que isso acontecesse foi o fato de que em 1993 o Grêmio estava no auge e eu acompanhava os jogos. Depois, teve um jogo Paraná Clube x Grêmio que eu fui, e fiquei encantada com a torcida deles (ainda que pequena) e com o jogo em si. Lembro que no Natal daquele ano todos os primos ganharam alguma coisa do Grêmio: roupa do Danrlei, camisetas, bonés. Isso me marcou muito, e a partir daí decidi torcer para o Grêmio”, contou.

Mesmo sendo fã do tricolor gaúcho, ela não dispensa assistir a uma boa partida. Por isso, é comum que Débora vá com os amigos conferir de perto um jogo de outras equipes

“O meu gosto pelo futebol muitas vezes nem é entendido, porque eu gosto muito de ir ao campo! Vou em jogos do Paraná Clube, do Coritiba, do Palmeiras, do São Paulo ou Cruzeiro. Não só do Grêmio, que é meu time do coração. Mas vou porque eu gosto de ver o jogo, gosto de entender e analisar a partida, ver como é o posicionamento. Gosto do esporte, de sentir as torcidas, conhecer histórias de outros times. Isso é futebol, é emoção. É o envolvimento além da razão. E isso me fascina”, revelou.

A Consultora de Marketing tem entre suas preferências as análises dos jogos. “Eu gosto de estudar o futebol, entender mesmo. E o futebol europeu tem trazido muitas mudanças, muitos modelos, não digo nem para ser ‘copiados’, mas sim estudados. E como o futuro dos jogadores brasileiros – sem discutir se é certo ou errado – é ir para lá, acaba que fica mais legal ainda acompanhar. Sem falar nos grandes jogadores que lá atuam”, explicou ela, que tem entre seus jogadores preferidos o argentino Lionel Messi.