A cada dia que passa fica mais difícil para Adilson Batista escalar a zaga do São Paulo. Nesta sexta-feira, o treinador recebeu a notícia de que deve perder mais um jogador para enfrentar o Avaí, no domingo. Rodrigo Caio, volante de apenas 17 anos, que foi improvisado na defesa contra o Bahia, sofreu uma pequena lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo na partida desta quinta.

Rodrigo Caio sentiu a contusão ainda no primeiro tempo do jogo no Morumbi. Sabendo que o treinador não tinha outra opção no banco, seguiu em campo, mesmo com dores. Na saída para o intervalo, disse que continuaria jogando porque é “guerreiro”. Mas as dores persistiram e, nesta sexta, ele foi submetido a exames, quando foi constatada a lesão. Ele já iniciou tratamento e fortalecimento no Reffis, mas o clube não deu previsão para o seu retorno. Diz apenas que o avaliará diariamente.

Sem Rodrigo Caio, o São Paulo fica só com Rhodolfo como opção para a defesa. Bruno Uvini está na seleção sub-20, Xandão sofreu uma lesão muscular e vai desfalcar o time por duas semanas. Luiz Eduardo, outro jovem de 17 anos, levou uma bolada na mão no rachão de quarta-feira e vai ficar de fora do time por um mês. Piris, que poderia ser improvisado, foi expulso contra o Bahia e vai cumprir suspensão frente ao Avaí. Jackson, garoto de 21 que vinha sendo observado por Carpegiani no CT, foi emprestado ao Criciúma no final do mês passado.

A tendência é que Adilson improvise algum jogador na defesa. Jean, que já fez esta função, Wellington e Denilson surgem como opções mais prováveis, apesar da baixa estatura. Se optar por recorrer a algum garoto do sub-20, tem Marcelo e Luis Paulo, zagueiros que nunca sequer treinaram entre os profissionais.