Campeão mundial com a Itália em 2006 como jogador, Gennaro Gattuso foi oficialmente confirmado, nesta quarta-feira, como novo técnico do Palermo, clube que irá dirigir na Série B do Campeonato Italiano na próxima temporada do futebol europeu.

O clube siciliano anunciou que firmou um acordo de um ano com o ex-volante, sendo que o contrato prevê a opção de renovação do compromisso por mais dois anos. Ele será oficialmente apresentado como novo treinador do Palermo nesta sexta.

Antes de assumir o novo desafio, Gattuso, de 35 anos, foi demitido do comando do Sion, da Suíça, no mês passado, depois de apenas 13 jogos à frente da equipe. No clube suíço, ele acumulava a função de treinador e jogador, depois de ter sido contratado em fevereiro.

Quando foi demitido do cargo de técnico, no mês passado, Gattuso teve a sua continuidade no Sion como jogador do clube confirmada, até porque ainda tinha um ano de contrato a cumprir. Entretanto, com a confirmação de sua contratação por parte do Palermo, ele parece, enfim, ter encerrado a sua carreira como atleta para assumir de vez a sua trajetória como treinador.

“Gattuso começa agora uma nova aventura, que vai do campo para o banco”, destacou o clube italiano, ao oficializar a contratação do seu novo técnico, que como jogador defendeu o Milan durante 13 temporadas.

No Palermo, Gattuso assumirá o lugar de Giuseppe Sannino, que deixa o cargo depois de ter amargado o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Italiano na temporada passada do futebol europeu, na qual o clube teve três diferentes treinadores.

Presidente do Palermo, Zamparini é conhecido, por sinal, por promover uma grande quantidade de trocas de comando em suas gestões. Ao todo, foi responsável por 35 demissões e 43 contratações de técnicos em 25 anos de carreira como dirigente no futebol italiano.