O adversário não representou dificuldade nenhuma para o Atlético, mas o jogo-treino foi encarado pelo treinador Geninho como um teste válido, que serviu para observar melhor a movimentação de seus comandados.

“Para o segundo trabalho em conjunto que fizemos, gostei da movimentação, independente de placar. O que importava era ver se aquilo que trabalhamos na pré-temporada poderia ser demonstrado. E fiquei contente” avaliou Geninho.

Para ele o time ainda pode melhorar muito mais, já que está no início de trabalho e os jogadores ainda não apresentam a forma física ideal. Ele ressaltou que já houve progresso em relação à temporada passada.

“Hoje vi o time movimentando, jogando pelos lados e com o meio chegando, fazendo tabela. Apresentou coisas novas, que não fazíamos no ano passado. Fizemos gols de bola trabalhada, parando de viver essencialmente da bola parada”, complementou. Destaque para a aproximação da dupla de atacantes Rafael Moura e Júlio César.