O alemão Timo Glock voltou a colocar a Toyota à frente das rivais nesta terça-feira, terceiro dia de testes coletivos da Fórmula 1 na semana, no circuito de Jerez. O piloto completou o número impressionante de 142 voltas na pista espanhola, totalizando 628 quilômetros – o equivalente a duas corridas do Mundial. Na passagem mais rápida, ele estabeleceu o tempo de 1min19s814

As atividades começaram com a pista molhada, como na segunda, quando o alemão já havia sido o mais veloz. Nesta terça, contudo o asfalto

secou ao longo do dia, e os tempos das voltas foram caindo – Glock estabeleceu sua melhor marca apenas na 132ª passagem

Felipe Massa, que não foi à pista na segunda-feira devido ao mal tempo, participou normalmente das atividades nesta terça. Sob os olhares de Michael Schumacher, que estava no circuito, o brasileiro ficou com o segundo melhor tempo do dia, 1min20s238. O trabalho do ferrarista só foi afetado por uma saída de pista, ainda com o asfalto molhada, nas primeiras horas da sessão

A terceira colocação ficou com o espanhol Fernando Alonso, que colocou a Renault no ritmo das rivais, algo que Nelsinho Piquet ainda não conseguiu fazer nos testes. Heikki Kovalainen, da McLaren, fechou em quarto, seguido por Adrian Sutil, que pela primeira vez pilotou o modelo 2009 da Force India.

Testes coletivos – Jerez, 3/3:

1.º – Timo Glock (ALE/Toyota), 1min19s814

2.º – Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min20s238

3.º – Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min20s296

4.º – Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min20s535

5.º – Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min20s621

5.º – Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min21s021

6.º – Robert Kubica (POL/BMW), 1min21s069

8.º – Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min21s412