Attilius (E.G. Cruz), do Haras Xará/Mineral Park, confirmou
seu favoritismo, apresentado por Pedro Nickel Filho.

Entre os vencedores das provas reservadas para produtos de 3 anos, na última sexta-feira, merece destaque Vencedora Glory, que com 1’07"3 para os 1.100 metros, ficou perto do recorde de Krystal Glory (1’06"3), enquanto Attilius também agradou, com 45"5 para os 1.100 metros. A outra prova reservada para produtos da geração 2002 foi vencida por Corporate Banker, com 1’29"1 para os 1.400 metros.

Rimba confirmou na prova de abertura. Depois de brigar com Biberon nos primeiros metros, firmou-se na ponta e seguiu até o final, para ganhar com muita autoridade de Morena de Lorena, que formou a dupla, com Amore Nanda na posição imediata. A vencedora, apresentada por Luiz Roberto Feltran e conduzida por João Sampaio Cardoso, defendeu a farda do Stud Bube.

Attilius, do Haras Xará Mineral Park, apresentado por Pedro Nickel e dirigido por Emerson Gonçalves Cruz, estreou confirmando seu favoritismo. Ouro Olímpico correu na ponta, mas nos 400 finais foi dominado por Attilius, que ganhou por mais de dois corpos, com Ouro Olímpico e Ensaiada a seguir.

Cosset, do Stud dos Kalimanes, conseguiu sensacional vitória. Autoridade Glory correu na frente, com ampla vantagem sobre seus rivais, dando impressão de vitória até os 50 finais, bem dirigida por Emerson Gonçalves Cruz, Cosset atropelou forte para dominar a corrida nos últimos galões. A vencedora foi apresentada por Gladston Santos Júnior.

Dá-lhe Fortaleza, de criação e propriedade do Haras Clemente Moletta, venceu a quarta prova. Depois de dominar La Vem Ela, seguiu até o final, sem ser ameaçada pelo favorito Ran Kan Kan, que formou a dupla, com Fideldodge na terceira colocação. A vencedora, apresentada por Dilson Antunes, recebeu a direção de Maycon Sant’Anna.

Vencedora Glory, do Stud Mandrake, deu um show na quinta prova. Star Variety e Consagrado brigaram pela ponta, seguidos de perto por Kurto e Grosso. Vencedora Glory, porém, aproveitou boa passagem, junto à cerca interna, na entrada da reta, para ganhar por cinco corpos de Emoção Divina. Preparada por Alaerte Ortiz, Vencedora Glory recebeu precisa direção de Leandro Chimenes.

Drurys, do Haras Xará/Mineral Park, apresentado por Pedro Nickel Filho, venceu a sexta prova, bem dirigido por Emerson Gonçalves Cruz. Depois de brigar com Marne Minister, na primeira parte do percurso, firmou-se na ponta na entrada da curva e seguiu até o final, sem ser ameaçado por Javanês, que formou a dupla dominando Barthez.

Other Rock, de Mateus Maranhão, dirigido por José Ventura, venceu a sétima prova, sob os cuidados de Mario Aparecido dos Santos. Cariri firmou-se na ponta na primeira parte do percurso, chegando a dar impressão de vitória, mas nos 300 finais, com boa ação, Otter Rock assumiu a ponta e seguiu até o final, com Cariri e Martinhense nas posições imediatas.

Jar Jar Binks venceu a penúltima prova. Effusion correu na ponta, mas Jar Jar Binks, que corria na posição imediata, na entrada da reta já liderava a corrida e muito firme seguiu até o final, com Riboletto formando a dupla, atrasando-se Effusion para terceiro. Jar Jar Banks, de criação e propriedade de Duilio Berleze, foi apresentado por Altair Chioratto e recebeu a direção de Maicon Sant’Anna.

Corporate Banker, do Stud Lu e Léo, sob os cuidados de Luiz Roberto Feltram, dirigido por João Sampaio Cardoso, venceu a prova de encerramento, sem ser ameaçada por Quelle Affaire, que formou a dupla, dominando Estrela Bela no final.