O diretor de futebol do Corinthians, Mario Gobbi, afirmou nesta quarta-feira, em entrevista coletiva no Parque São Jorge, que a contratação do lateral-esquerdo Roberto Carlos, do Fenerbahçe, pelo Corinthians está bastante complicada. Além disso, voltou a tratar a possível vinda de Riquelme como um “sonho distante”.

O dirigente admitiu que existe uma negociação em curso com Roberto Carlos, mas revelou que as exigências feitas pelo jogador para defender o Corinthians inviabilizam o acerto. “Está difícil fazer o negócio. Existe uma proposta que o Roberto Carlos fez ao clube e uma contraproposta que o clube fez a ele. E a diferença entre o que ele quer e o que o Corinthians ofereceu é grande”, disse.

Antes de Gobbi falar sobre Roberto Carlos, o próprio jogador admitiu, em entrevista para a TV Bandeirantes, que o negócio com o Corinthians já está “apalavrado”, mas ressaltou que ainda falta o acordo financeiro entre as partes para poder assinar contrato com o clube. O técnico Mano Menezes, por sua vez, afirmou nesta terça-feira que há “um acerto verbal com o jogador”, mas que (a negociação) “precisa evoluir”.

Já sobre Riquelme, Gobbi reafirmou a sua posição em relação à possibilidade de o Corinthians contratá-lo. Ele disse que a o jogador “não passa de um sonho e deve ser visto como um sonho”. “Há obstáculos difíceis a serem transcorridos (para a contratação). É um sonho distante”, ressaltou.