O Goiás finalmente encerrou a sequência de derrotas e deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Em uma partida bastante equilibrada, o time goiano bateu o Boa por 2 a 0, nesta terça-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela oitava rodada.

O Goiás vinha de quatro derrotas consecutivas, série que derrubou o técnico Artur Neto. No primeiro jogo sob o comando do interino Márcio Defendi, o time deixou as últimas posições e assumiu o 12.º lugar, com nove pontos. Por outro lado, o time mineiro caiu para a décima posição, com 11.

Pressionado pelos últimos maus resultados, o Goiás assumiu o controle do jogo desde os primeiros minutos. Apesar disso, só conseguiu abrir o placar somente aos 43 minutos. O meia Felipe Amorim aproveitou a sobra na área em cobrança de falta e bateu no contrapé do goleiro Luiz Henrique, no canto direito.

Na segunda etapa, o time goiano mal deixou os mineiros saírem do vestiário. Logo no primeiro ataque, antes de um minuto, o atacante Bruno Aquino invadiu a área pela direita e acabou derrubado pelo lateral-esquerdo Magalhães. Na cobrança, a um minuto, o meia Diniz esbanjou categoria e deslocou o goleiro. No restante do jogo, os visitantes buscaram o gol, mas não tiveram sucesso.

Pela nona rodada, na próxima sexta, às 21h50, o Goiás volta a campo para enfrentar a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Boa joga contra o Salgueiro, no mesmo dia, às 21 horas, no estádio Melão, em Varginha (MG).

Ficha técnica

Goiás 2 x 0 Boa

Goiás – Harlei; Rafael Tolói, Ernando e Zé Antônio; Oziel, Amaral, Zé Antonio, Carlos Alberto (Marcelo Costa), Diniz (Valmir Lucas) e Andrezinho; Felipe Amorim (Tardelli) e Bruno Aquino. Técnico: Márcio Defendi (interino).

Boa – Luiz Henrique; Jackson, Marcelinho, Thiago Carvalho e Magalhães (Júlio César); Claudinei, Carlos Magno (Jean Cléber), Olívio (Maranhão) e Marcos Antônio; Vinícius Hess e Paulão. Técnico: Nedo Xavier.

Gols – Felipe Amorim, aos 43 minutos do primeiro tempo; Diniz (pênalti), a 1 minuto do segundo tempo.

Cartão amarelo – Bruno Aquino (Goiás).

Árbitro – Edivaldo Elias da Silva (PR).

Renda – R$ 9.510,00.

Público – 1.294 pagantes.

Local – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).